Carregando..

Pesquisa alfabética por autores

/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_adamnergaldarski.jpg

Adam Nergal Darski

Nascido em Gdynia em 1977, Adam Nergal Darski é um músico e vocalista polaco mais conhecido como o líder do internacionalmente reconhecido grupo de metal extremo Behemoth, com quem gravou dez álbuns de estúdio durante três décadas.
Mark Eglinton é um autor de renome e escritor fantasma. Especializado primáriamente em relatos verídicos e não-ficção, os seus livros incluem Official Truth: 101 Proof – The Inside Story of Pantera com o baixista Rex Brown, altamente aclamado como um dos relatos do mundo da música mais honestos dos últimos anos.

/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_antoniogarciabarreto.jpg

António Garcia Barreto

António Garcia Barreto licenciou-se em História, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.  Viveu a guerra colonial, foi empregado de livraria, técnico de Organização e Métodos, gestor de Recursos Humanos e director de pessoal em empresas de grande e média dimensão. Tem publicado romance, conto e literatura infanto-juvenil, colaborou em jornais e revistas, entre os quais o Notícias (de Lourenço Marques/Maputo), Diário Popular, República e jornais e suplementos infantis como o Pimpão e o Pontinho. No ano de 1972 recebeu o 1.º Prémio de Poesia, nos Jogos Florais da Manutenção Militar, no 75.º aniversário da Instituição, com o poema «Uma Força Vinda do Vento» (Publicado na revista da Manutenção Militar n.º 19, ANO IV, de 11-06-1972). Em 1973 obteve o 1º Prémio de um Concurso de Contos promovido pelo Diário Popular, com o conto «Tio Jeropiga, Tio Manel Pedreiro, Eu, a Mula Bizarra e Companhia» (Publicado no jornal Diário Popular de 30-08-1973).
Nos anos de 1981/82 criou e dirigiu a Oficina do Tio Lunetas, página infantil do semanário regional Notícias da Amadora. O seu romance «A Malta da Rua dos Plátanos» encontra-se traduzido em russo. Alguns dos seus textos para crianças estão incluídos em selectas escolares e o livro «Botão Procura Casa» foi transcrito para Braille. O conto Um Minuto Mágico, mais tarde incluído no livro «Contos do Amor Breve», foi distinguido no Prémio Literário Hernâni Cidade, em 1996, promovido pela Câmara Municipal do Redondo. No ano 2000 foi atribuído ao seu romance juvenil «Rubens e a Companhia do Espanto em O Caso da Mitra Desaparecida» o Prémio Literário de Sintra - Adolfo Simões Müller, promovido pela Câmara Municipal de Sintra. Esta obra foi reeditada, em 2006, com o título «A Mitra Desaparecida», na colecção Aventura de Viver, da Ambar, colecção onde o autor tem publicado outros romances juvenis. No mesmo ano e com a chancela da mesma editora saiu o seu livro infantil «Uma Zebra ao Telefone», ilustrado por Viktoriya Borshch, incluído no Plano Nacional de Leitura. Em 2005, publica na editora Campo das Letras o romance «Ensina-me a Namorar» e em 2006, na Roma Editora, sai o romance, «À Sombra das Acácias Vermelhas», com os quais esgota no seu trabalho literário o tema da guerra colonial, já abordado, de passagem, no primeiro livro. Em 2008, publica novo título juvenil «Ricardo Caiu no Buraco de Ozono», na Ambar, e o romance «A Mulher da Minha Vida», na Oficina do Livro, que passa a ser a sua editora, romance cuja acção decorre em Lisboa, nos anos 30 do século passado. No ano seguinte, publica uma reedição de um livro juvenil «O Caso da Cobra com Asas», pertencente à série Brigada Azul. Em 2010, publica o romance «Um Sorriso para a Eternidade». Segue-se, em 2011, o romance «O Homem do Buick Azul», no qual reaparece o detective Eneias Trindade, personagem principal do livro «A Mulher da Minha Vida». Em 2017, reedição do livro infantil «Uma Zebra ao Telefone». António Garcia Barreto é membro da APE - Associação Portuguesa de Escritores, com o n.º 449, e representado pela SPA - Sociedade Portuguesa de Autores, onde tem o n.º 5953. Publica o blogue Viagens por dentro dos dias.

/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_brucedickinson.jpg

Bruce Dickinson

Bruce Dickinson é o vocalista dos Iron Maiden há mais de trinta anos e perseguiu uma carreira a solo bem-sucedida, bem como uma variedade de outros interesses para além da música. Os Iron Maiden venderam mais de 90 milhões de álbuns e actuaram em mais de 2.000 concertos em todo o mundo, o que faz desta banda uma das mais bem-sucedidas de todos os tempos no mundo do rock. Vive em Londres, Inglaterra.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_davidstevenson.jpg

David Stevenson

David Stevenson é Professor de História Internacional na London School of Economics and Political Science, e autor do livro altamente aclamado, 1914-1918: The History of the First World War.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_tim.php.jpg

Eva Guimarães

EVA GUIMARÃES fez a sua estreia literária com Nem minha casa é já minha casa.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_tim.php.jpg

Francisco Inácio

FRANCISCO INÁCIO nasceu em Pedrogão, distrito de Beja, onde desde então tem vivido. Frequentou o curso de Literatura, que não terminou por este não lhe trazer o que nada de novo. Francisco já tinha alma de poeta.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_Kafka1906_cropped.jpg

Franz Kafka

Franz Kafka nasceu a 3 de Julho de 1883 em Praga, capital do Reino da Boémia, então integrada no Império Austro-Húngaro, no seio de uma família judaica falante de alemão. Estudou direito com o intuito de se tornar advogado, e após completar a escolaridade obrigatória, começou a trabalhar a tempo inteiro numa companhia de seguros, forçando-o a relegar a escrita para os seus tempos livres. Ao longo da vida, Kafka escreveu centenas de cartas à família e aos amigos mais próximos, incluído o seu pai, com quem mantinha um relacionamento formal. Ficou noivo de várias mulheres, mas nunca se casou. As suas obras mais conhecidas incluem"Die Verwandlung" (A Metamorfose), Der Process (O Processo) e Das Schloss (O Castelo). Faleceu a 3 de Junho de 1924 de tuberculose. Tinha 40 anos.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_Gerhard_Weinberg.jpg

Gerhard L. Weinberg

Gerhard Ludwig Weinberg nasceu na Alemanha, em 1928. Diplomata e Historiador Militar, destaca-se pelos seus estudos sobre a história da Segunda Guerra Mundial. Em 1938, parte com a família para o Reino Unido, de forma a escapar à perseguição de que sofriam por parte do Partido Nazi, devido à sua ascendência Judaica. A família muda-se para Nova Iorque, onde Gerhard se torna cidadão americano, e serve no Exército dos Estados Unidos durante a ocupação do Japão em 1946-47. É professor Emérito de História na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, e é membro da Faculdade de História na mesma instituição desde 1974.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_graemethomson.jpg

Graeme Thomson

Graeme Thomson tem colaborado com as maiores publicações de música do Reino Unido. O seu trabalho surge regularmente no The Guardian, The Word, Uncut, The Herald e vários outros jornais, revistas e sites. É o autor de George Harrison: À Porta Fechada (Publicações A Ferro e Aço, 2017) e de Complicated Shadows: The Life & Music of Elvis Costello; Willie Nelson: The Outlaw; I Shot a Man in Reno; The Resurrection of Johnny Cash and Under The Ivy: The Life & Music of Kate Bush.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_lemmykilmister.jpg

Ian Kilmister

Lemmy Kilmister nasceu em Stoke-On-Trent. Tendo sido membro dos Rocking Vicars, Opal Butterflies e Hawkwind, Lemmy formou a sua própria banda, os Motörhead. A banda celebrou em 2015 o seu quadragésimo aniversário. Faleceu em Los Angeles a 28 de Dezembro de 2015, quatro dias depois de completar 70 anos.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_joelmciver.jpg

Joel McIver

Joel McIver é o autor de rock/metal britânico mais prolífico do Reino Unido com mais de 25 obras publicadas até à data. Além de escrever, contribui também para revistas de música e filmes, tais como Metal Hammer, Classic Rock, Drummer e Record Collector. É também o editor da revista especializada Bass Guitar Magazine. Para além de Justice For All: A Verdade Sobre os Metallica (Publicações A Ferro e Aço, 2014), é também autor, entre muitos outros títulos, de Overkill: A História não Contada dos Motörhead (Publicações A Ferro e Aço, 2015), The Bloody Reign of Slayer, Unleashed – Tool, e co-autor de biografias como My Bloody Roots de Max Cavalera e My Life with Deth de Dave Ellefson.

/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_josedealencar.jpg

José de Alencar

José de Alencar (José Martiniano de Alencar), advogado, jornalista, político, orador, romancista e teatrólogo, nasceu em Messejana (atual bairro de Fortaleza) a 1 de maio de 1829, e faleceu no Rio de Janeiro a 12 de dezembro de 1877. É o patrono da cadeira n. 23, por escolha de Machado de Assis. A sua obra é da mais alta relevância nas letras brasileiras, não só pela seriedade, ciência e consciência técnica e artesanal com que escreveu, mas também pelas sugestões e soluções que ofereceu, facilitando a tarefa da nacionalização da literatura no Brasil e da consolidação do romance brasileiro, do qual foi o verdadeiro criador. Sendo figura principal nas letras do seu país, foi chamado “o patriarca da literatura brasileira”. A sua imensa obra causa admiração não apenas pela qualidade, como pelo volume, se considerarmos o pouco tempo que José de Alencar pôde dedicar-lhe numa vida curta. Faleceu no Rio de Janeiro, de tuberculose, aos 48 anos de idade.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_Foto Julieta Aurora Santos.jpg

Julieta Aurora Santos

JULIETA AURORA SANTOS nasceu em Sines, onde começou por ser Animadora Cultural na Câmara Municipal. Foi Sócio-Fundadora do Centro Cultural Emmerico Nunes (1986-1996), na equipa dirigida pelo poeta Al Berto, onde também desempenhou funções de gestão, produção e administração. Em 1986, com Vladimiro Franklin, funda o Teatro do Mar e, em 1997, a Associação Contra-Regra (entidade jurídica do Teatro do Mar) que preside até hoje, e onde assina a autoria e encenação das criações. Tem formação diversificada em teatro, dança, performance, animação sociocultural e produção cultural, a par de um trabalho artístico especializado para o teatro de rua, físico e visual. Obtém o Mestrado de Artes de Rua/Criação para o Espaço Público da Universidade de Lleida/FiraTàrrega, Espanha. Nas artes performativas, trabalha e/ou forma-se, entre outros, com La Fura dels Baus (Espanha), Jon Beedell (Inglaterra), Teatro del Cuerpo (México), Edgar Cortes (EUA), Andreas Poppe (Alemanha), Jorge Sobral Pinto (Portugal), Paulo Lisboa (Brasil), Compagnie Dominic-Houdart (França), Marie-Gabrielle Rotie (Inglaterra), entre outros. Trabalha e colabora em diversos projetos de carácter artístico, cultural e social. É frequentemente convidada para participar como oradora em Conferências, como são exemplo “O Lugar da Cultura”, no CCB, Lisboa - a convite da Secretaria de Estado da Cultura/ Direcção Geral das Artes e no FRESHSTREET - Seminário Europeu para o Desenvolvimento das Artes de Rua, Barcelona, Espanha, a convite do FiraTàrrega e Circostrada, Successful Artist, no Museu do Teatro, em Lisboa.

/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_tim.php.jpg

Luís Filipe Marcão

LUÍS FILIPE MARCÃO nasceu em 1956 em Reguengos de Monsaraz. Foi professor e bancário. É membro da ASSESTA (Associação de escritores do Alentejo). Publicou os primeiros versos na imprensa regional e viu alguns dos seus trabalhos serem premiados em certames de poesia e jogos florais: encontros de poesia de Vila Viçosa, em Monsaraz no Outono Poético (encontros de poesia e sensibilidades poéticas) em Lisboa e nos jogos florais de Castro Verde. Organizou a colectânea Ao redor das Palavras onde deu a conhecer alguns poetas do concelho de Reguengos de Monsaraz. Assinou durante dois anos as crónicas “ dois dedos de escrita” para a RC Alentejo. Alguns dos seus poemas Varanda do Alqueva, Hino ao Alentejo, Ao cair da tarde estão musicados e editados pelo grupo coral de Monsaraz. Recebeu em 2017 o Prémio Literário “ António Gaspar Serrano” instituído pela junta de Freguesia do Pombal modalidade de poesia com a obra Fragmentos do mesmo Chão.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_machadodeassis.jpg

Machado de Assis

Joaquim Maria Machado de Assis nasceu no Rio de Janeiro a 21 de Junho de 1839 e faleceu na mesma cidade, a 29 de setembro de 1908. Foi jornalista, contista, cronista, romancista, poeta, dramaturgo e crítico literário. Foi membro da Academia Brasileira de Letras, tendo chegado a presidente da mesma, cargo que ocupou durante dez anos. É considerado o primeiro autor do Realismo no Brasil, com a publicação de Memórias Póstumas de Brás Cubas em 1881. Em vida, alcançou alguma fama e prestígio no seu país, embora não a tivesse atingido no estrangeiro. Contudo, hoje em dia, é considerado um dos grandes génios da história da literatura, ao lado de autores como Dante, Shakespeare e Camões.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_foto eng. manuel fialho PB.jpg

Manuel Fialho

MANUEL MARIANO RIBEIRO FIALHO nasceu em Moura, a 25 de Setembro de 1942. Licenciado em engenharia mecânica, exerceu vários cargos de gestão, por mais de quatro décadas, em Portugal e no estrangeiro. Actualmente, vive aposentado na sua aldeia no Alentejo, Safara. O seu longo percurso profissional, antecedido pela vivência na guerra colonial na Guiné – que o motivou a escrever o romance Além do Bojador, com que se estreou na ficção – inclui mais de uma década no Brasil, de onde também operou para países da África Ocidental. O período brasileiro e ainda o africano, na diáspora pós-revolução, determinaram-no a escrever um segundo romance, O Malinké. Entardecer nos Rios da Guiné reencontra alguns dos personagens destes romances. Manuel Fialho iniciou-se na edição em 2004 com Reabilitando o Gerúndio, extenso trabalho de gestão empresarial, de criteriosa análise económica, financeira e sociocultural, um reconhecido contributo para desenvolver as capacidades de gestão do sector agro-industrial do Alentejo.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_tim.php.jpg

Maria Ana de Carvalho Ameixa

MARIA ANA DE CARVALHO AMEIXA nasceu em Ferreira do Alentejo, em 1968. É licenciada em Biologia pela Universidade de Coimbra. Tem vários romances publicados, tais como: Do Profano ao Sagrado (vol. I e Vol.II – 2011/2012), Antíteses (2015), Stories do Alentejo (Livro de contos em co-autoria), entre muitos outros. Escreveu várias peças para teatro, algumas das quais para teatro de rua e programas de rádio. Escreveu uma radionovela. É membro da ASSESTA.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_michaelmorpurgo.JPG

Michael Morpurgo

Michael Morpurgo é um dos mais aclamados escritores Britânicos de literatura infantil/juvenil. Escreveu cerca de 100 livros e ganhou vários prémios, incluindo o Smarties Prize, o Whitbread Award e o Blue Peter Book Award. Entre os seus bestsellers, estão incluídas as obras Prometo Ouvir a Lua (Simon's Books), A Medal for Leroy, Little Manfred e Shadow e foi finalista do prémio Costa Children's Book Award. O seu romance, Cavalo de Guerra (Suma de Letras), foi adaptado como peça de teatro no West End e na Broadway e para cinema por Steven Spielberg. Michael foi premiado pela Children's Laureate (2003-2005). Sendo também cofundador, juntamente com a sua esposa Clare, da instituição de caridade Farms for City Children.

/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_michaelneiberg.jpg

Michael S. Neiberg

Michael S. Neiberg é professor de História na Universidade do Mississipi do Sul e autor de A Dança das Fúrias - A Europa e a Eclosão da Primeira Guerra Mundial (Publicações A Ferro e Aço, 2014) e de Fighting the Great War: A Global History, entre outras obras.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_Foto_Norberto_Horta PB.png

Norberto Horta

NORBERTO HORTA nasceu em 1981, em Figueira dos Cavaleiros. Topógrafo de profissão, foi desde sempre um aficionado em História e apaixonado pela sua aldeia. Trabalhou em diversos pontos no sul do país, e sempre fez questão de apregoar orgulhosamente as suas origens alentejanas. Em Nome da Ordem – Os Cavaleiros da Figueira é o seu primeiro livro.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_Foto Rita Vilela 2.jpg

Rita Vilela

RITA VILELA é licenciada em Psicologia e desenvolveu o seu percurso profissional na área da formação. Hoje, conjuga esse trabalho com o exercício da terapia, a escrita, e outras atividades ligadas às palavras… e às pessoas. Começou tarde a sua atividade como autora mas, uma vez iniciada, nunca mais parou. Esta autora portuguesa publicou o seu primeiro livro em 2008 e, seis anos depois, conta já no seu currículo com 25 livros publicados em Portugal, alguns dos quais nos maiores grupos editoriais portugueses; sete reedições; um livro publicado em Itália, feedback entusiasta dos leitores... A sua escrita caracteriza-se pela versatilidade, com obras distribuídas entre a fantasia e aventura, fantasia histórica, metáforas e fábulas, a vida de génios de mundo, obras infantis, ficção, romance, banda desenhada, teatro...
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_MedinaSinval-7 PB.jpg

Sinval Medina

SINVAL MEDINA, escritor, jornalista e ex-professor universitário nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 1943, e vive na capital de São Paulo desde 1971. Publicou seu primeiro livro, Dicionário da História da Civilização, em 1969, e estreou-se no romance em 1980 com Liberdade Condicional. Seguiram-se Cara, Coroa, Coragem e Memorial de Santa Cruz. Em 1986, figurou entre os vinte nomes que representaram a moderna ficção brasileira na Feira do Livro de Frankfurt. Com Tratado da Altura das Estrelas, foi galardoado com o prémio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura para romances em língua portuguesa em 1999. Publicou ainda, além de inúmeras obras para o público jovem, os romances O Herdeiro das Sombras, A Faca e o Mandarim, A Batalha de Porto Alegre, O Corcunda de Bizâncio e O Mistério da Estrada de Petrópolis. Desde 1997, Sinval Medina tem na literatura a sua ocupação principal. Nas suas próprias palavras, “Não vivo do que escrevo, mas vivo para escrever”. O Cavaleiro da Terra de Ninguém é a sua primeira obra publicada em Portugal.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_Imagem Autora 2 PB.jpg

Sofia Paulino

SOFIA PAULINO, nascida e criada em pleno Alentejo sentiu-se, desde sempre, desperta para as artes, desde a ilustração ao artesanato, onde foi pontualmente mostrando aquilo que gostava de fazer. Influenciada pela envolvência tradicional explorou sempre este recurso. Trabalhou numa olaria, na pintura das peças, mas acabou por se formar em Estratégia e Gestão Turísticas. Não seguindo este caminho, mudou-se do Alto para o Baixo Alentejo, onde criou o seu próprio negócio com o seu companheiro: uma Livraria. E mais tarde uma Editora. Este contacto com os livros, e com o mundo literário, de escritores e ilustradores, estimulou ainda mais o seu gosto pela ilustração e pelas artes. Sempre na procura de algo concreto, explorou todo o tipo de materiais. Tudo era possível e a livraria fornecia recursos inesgotáveis. Material supostamente inútil mas que veio dar origem ao seu projecto, CONTADEIRAS DE HISTÓRIAS.

/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_stefanaust.jpg

Stefan Aust

STEFAN AUST, nascido em 1946, é editor dos jornais Welt e Welt am Sonntag. De 2010 a 2013 foi sócio e diretor-executivo do canal de notícias N24. Antes disso, foi durante muitos anos redator-chefe da revista de notícias Der Spiegel, assim como fundador e diretor-executivo da Spiegel TV. Escreveu uma série de livros, entre eles o bestseller internacional Der BaaderMeinhofKomplex (1985), Heimatschutz (2014, com Dirk Laabs), Hitlers Menschenhändler. Das Schicksal der Austauschjuden (2013, com Thomas Ammann) e Digitale Diktatur (2014, com Thomas Ammann).
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_gruponarrativa_susanmasino.jpg

Susan Masino

Susan Masino é jornalista de rock há mais de trinta anos e escreveu seis livros, criou e apresentou o programa de rádio Local Stage 94.1 JJO de entre 1997 e 2004, e produziu oito CD’s de compilações de música local. Susan também aparece no DVD dos Van Halen, The Early Years e em Let There Be Rock – The Movie. O seu livro Let There Be Rock – A História dos AC/DC (Publicações A Ferro e Aço, 2015) está publicado em 11 línguas.
/fileuploads/LISTA DE AUTORES/_foto narrativa PB.jpg

Vítor Encarnação

VÍTOR ENCARNAÇÃO nasceu em 1965 na Aldeia de Palheiros. Viveu em Ourique, Castro Verde, Feijó, Amadora, Laranjeiro e Alemanha, mas concluiu que não podia viver noutro sítio que não fosse o Alentejo. Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, vive e trabalha em Ourique onde é professor de Inglês e Alemão no Agrupamento de Escolas. Foi cronista na Rádio Castrense durante alguns anos e fez parte de toda a existência do jornal O Campo. É cronista permanente nos jornais Diário do Alentejo e Correio Alentejo. Tem um programa semanal de conversa e entrevista na Rádio Ourique. Participou com textos sobre o cante nos álbuns “O Círculo que leva a lua” dos Ganhões de Castro Verde e “Chão” do Grupo Coral Feminino As Ceifeiras de Entradas. É presidente da Assembleia Geral da ASSESTA – Associação de Escritores do Alentejo.